top of page

Anorexia & Bulimia

O livro do Girard sobre anorexia e bulimia ("Anorexia e desejo mimético") se fundamenta na sua ideia de desejo mimético/triangular – é fundamental estudar isso antes. De forma sintética, essa ideia é a de que o desejo humano não é autônomo ou original. O sujeito deseja um objeto apenas após a validação conferida por um outro modelo – daí o triângulo. A pessoa “X” deseje o objeto “Y” de acordo com o aval oferecido pela pessoa “Z” (modelo).

Obra de Fernando Botero

A relação da anorexia e bulimia vista pela ótica da teoria mimética é a alternância entre dois desejos extremos: privação regular e excesso repentino. No início do livro, é lançada uma hipótese baseada em um estudo de Mara Palazzoli – a anorexia tem um impulso maior em ambientes familiares no qual a criança era influenciada a adquirir o papel de vítima para ganhar atenção. É uma disputa para ganhar o prêmio de vítima número 1. E se privar de comer pode ser uma ferramenta.

Obra de Giacometti






PROPAGANDA E CORPO PERFEITO


A angústia relacionada à dieta vem, segundo o autor, de uma estrutura maléfica de duplo vínculo (double bind) imposta pela propaganda: é criada a ideia de um corpo perfeito, que para ser atingido requer um tipo de privação e disciplina. Você tem que seguir uma rotina “mais ou menos” parecida com a do modelo ideal para chegar lá. Contudo, ao mesmo tempo, se pede ORIGINALIDADE. “Não imite ninguém, seja original.” O problema é que alguns resultados excepcionais só são atingidos através de uma imitação parcial, não é possível fazer algo completamente novo, do zero.


CRÍTICA A CULTURA DE INDUSTRIALIZADOS



Quando há problemas pessoais, a comida pode ser um refúgio, através dos excessos – algo que é bem acessível hoje em dia com aplicativos. Somar isso ao número cada vez menor de refeições em família, com rituais e uma boa conversa, e temos um cenário favorável para o aparecimento de distúrbios, segundo o autor. Comer sozinho e sem prazer, optando por industrializados e comidas sem sabor podem conduzir a uma relação ruim com a comida.

Quem é o alvo principal da anorexia? Mulheres com um perfil competitivo, talentosas, ambiciosas, perfeccionistas. Tanto Dostoiévski quanto Stendhal são citados como autores que já previam esse tipo de comportamento nas suas obras.



SURGIMENTO DA BUSCA DA MAGREZA


Isabel da Áustria, casada com o Imperador Francisco José I, aparentemente foi a modelo incentivadora da anorexia. Conhecida como Sissi, Isabel disputava com Eugênia (esposa de Napoleão III) uma posição de destaque na nobreza das cortes europeias. Sissi inclusive teve um peso grande no fim da crinolina. Nessa disputa para “inovar” e ser “original”, um físico muito magro seria um modo de se destacar, visto que a nobreza normalmente tinha um físico com mais gordura. E assim começou.


CONCLUSÃO


A anorexia e bulimia, para o Girard, são principalmente fruto de um mal que assola a modernidade e pós-modernidade: a negação de qualquer valor do passado, um rompimento total com as raízes e uma ação de regurgitar tudo que, indiferentemente, se finge absorver. É recusar algumas tradições e focar na corrida para diferenciação dos outros mais o prêmio de vítima.



71 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Komentar


bottom of page