top of page

Escoliose não é desculpa



A despeito da preocupação com cargas axiais em uma coluna com escoliose, isto isoladamente não prejudica o levantamento de peso.


Lamar Grant (foto acima), uma lenda do esporte, possuía uma escoliose muito acentuada e ainda assim foi o primeiro atleta da história a levantar 5x o peso corporal no deadlift. Fez 300kg pesando 60kg (extinta categoria até 60kg). Altura: 1.57m. Um feito que é rememorado até hoje.


Levantar cargas pesadas aumentam o efeito osteogênico local, que aumenta a produção de proteína na matriz óssea. Ou seja: a estrutura fica mais densa, rígida e resistente a lesões no LONGO PRAZO.


No longuíssimo prazo, em aproximadamente uma década, o tecido ósseo é completamente renovado.

Como o treino aumenta a densidade óssea? Segue a explicação:


1. Cargas dinâmicas aumentam pressão na matriz líquida do osso

2. Movimento do líquido produz estresse de cisalhamento

3. Produção de proteína na matriz acontece em decorrência deste estresse

4. Com uma produção hormonal normal de GH, estradiol e outros hormônios, é possível a síntese óssea através de osteoblastos

5. Uma alimentação que atinja o mínimo recomendado de cálcio, fósforo e magnésio torna este processo mais eficiente


Ou seja: a diferença entre veneno e cura está apenas na dosagem. Pessoas com problemas estruturais podem se beneficiar do treino de força, basta fazer um bom trabalho, com sobrecarga progressiva, controle do volume e PACIÊNCIA. Se o treino for volumoso demais ou com cargas que não respeitam as adaptações fisiológicas do indivíduo, será um perigo e não a solução.


Algumas pessoas confundem uma melhora postural que ocorre através de um maior equilíbrio e ativação de certos músculos com uma mudança estrutural do tecido ósseo: isso não pode acontecer sem intervenção cirúrgica. Não dá para desfazer uma escoliose com treino postural.


O importante é que sempre devemos trabalhar com o baralho que recebemos, não dá pra dar reset e embaralhar de novo o DNA. Jogue com o que tem em mãos!



239 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page